você está em

Notícias

Publicado em 17 maio, 2011 14:56hComentar

Entrevista com Leandro Formigari, o sp_leo_br

Leandro Formigari e a filha Giovana

Leandro Formigari e a filha Giovana

Confira a entrevista com o jornalista paulista Leandro Formigari (sp_leo_br), vencedor do $400 adicionados da Universidade do Poker em maio de 2011. O torneio teve um field de 66 jogadores. Leandro cravou o torneio e promete voltar para cravar outros. Confira a entrevista:

Universidade do Poker: Como você conheceu e começou a jogar poker?

Leandro Formigari: Conheci pela ESPN e comecei a jogar com uns amigos meus

UP: Qual o seu estilo de jogo?

LF: No começo, jogo várias mãos,  depois Tight agressivo.

UP: Qual é o seu ponto forte no game?

LF: Ter paciência de escolher as boas mãos e não me arriscar fora de posição.

UP: E o ponto fraco?

LF: Perco um pouco a paciência contra uma bad-beat e, infelizmente, no FT tá acontecendo direto.

UP: Você já conquistou resultados expressivos no Poker?

LF: Cravei dois torneios no Rock Poker, aqui de Santo André, e SitnGo e Rush Poker do Full Ttilt mas nada grande (ainda) rsrsr.

UP: Que horário costuma jogar?

LF: Infelizmente, quando sobra tempo.

UP: Você já leu livros sobre poker? Quais lhe trouxeram mais benefícios?

LF: Leio bastantes artigos na Internet, em diversos sites e fóruns, posso dizer que ajuda muito a evoluir o jogo.

UP: Conte-nos um pouco sobre a sua participação no nosso Torneio.  Você seguiu alguma estratégia para chegar à final?

LF: Primeiro, desta vez consegui chegar a tempo de jogar, na maioria dos outros torneios fiquei sit-out por causa do trabalho. Quanto à estratégia, puxei bons potes 3betando e ganhei vários showdowns.

UP: Como foi o Heads Up?

LF: A damadeferro jogou muito bem. Ela quase faturou o torneio em uma mão que fiz flush com quatro cartas de paus na mesa. Depois dessa mão elevei bastante as minhas fichas e ela começou a dar muito all-in. Esperei a mão certa e levei com KQ contra K10. Não bateu nada e a Q venceu de Kicker.

UP: Você passou por alguma dificuldade? Como lida com momentos ruins durante uma sessão?

LF: Neste torneio foi mais tranquilo. Quanto a momentos ruins procuro levantar a cabeça e não ficar remoendo na mão perdida. Depois tento analisar a mesma.

UP: Lembra-se de alguma jogada interessante que gostaria de nos contar?

LF: Uma onde levantei para chip leader foi um call com 99. Estava no BB contra o SB (não lembro o nome). O flop bateu com uma carta acima do 9. No turn o SB continuou betando. No turn dobrou um 7 e o SB novamente betou. Só dei call porque ele atacou muito meus BB em mãos anteriores. No showdown ele não tinha acertado nada e o meu par 99 puxou.

UP: Como foi a comemoração quando você venceu o torneio? Como costuma comemorar suas vitórias?

LF: Estava em casa e o pessoal ficou muito feliz com a conquista. Recebi elogios dos amigos também pelas redes sociais.

UP: Como você conheceu a Universidade do Poker? E que área(s) da UP você mais gosta/frequenta e por quê?

LF: Conheci quando comecei a jogar no FT. Antes de me inscrever procurei algum site que também desse prêmio e tivesse torneios fechados. Leio sempre os artigos e assisto aos vídeos postados.

UP: Qual(is) jogador(es) estrangeiros você admira e por quê? E brasileiros?

LF: Gosto do Negreanu, pois é sempre gentil nas mesas. No Brasil o Felipe Mojave é mestre. Também gosto do Akkari e do CK.

UP: Se você tivesse que dar um único conselho para os jogadores da UP, qual seria?

LF: Paciência e estudo que um dia você chega lá.

UP: Para encerrar, mande uma mensagem para os jogadores da Universidade do Poker.

LF: Gostaria de agradecer as pessoas que ficaram com a gente até a mesa final, com respeito e dignidade. Parabenizar aqueles que chegaram à premiação, pois, no field, tinha muitos bons jogadores. Até a próxima!